5 Casos de Regência Verbal: Agradar, Assistir, Obedecer, Proceder e Responder

5 CASOS DE REGÊNCIA VERBAL: AGRADAR, ASSISTIR, OBEDECER, PROCEDER E RESPONDER

A regência verbal é um assunto certo em provas de língua portuguesa dos mais variados concursos, organizados pelas principais bancas do país.

Nesse Post você vai conhecer 5 casos de regência verbal que geram muitas dúvidas para muita gente, mas você vai se livrar delas de uma vez por todas.

1º Caso: AGRADAR

E aí: dizemos “Isso agrada O povo” ou “Isso agrada AO povo”??

Se você tem dúvidas com a regência do verbo agradar, então vem comigo aprender como usar esse verbo corretamente.?

Como sempre, o que define a regência de um verbo é seu significado. Sabendo disso, fique ligado no seguinte:

☑ AGRADAR = SENTIDO DE ACARICIAR ou FAZER CARINHO (é VTD e pede objeto direto – não tem preposição).

Ex.: Agrado minhas filhas o dia inteiro. / Para agradar o pai, ficou em casa naquele dia.

☑ AGRADAR = SENTIDO DE ALEGRAR, CONTENTAR, SATISFAZER (é VTI e pede objeto indireto – tem preposição “a”).

Ex.: As medidas econômicas do Presidente nunca agradam ao povo.

Portanto,

? AGRADAR = ACARICIAR OU FAZER CARINHO – (VTD sem preposição)

? AGRADAR = ALEGRAR, CONTENTAR OU SATISFAZER – (VTI com preposição A)

?Observação: Essa é a determinação geral da Regência do Verbo Agradar. No entanto, segundo o conceituado Dicionário de Regência Verbal do Celso Pedro Luft, neste segundo caso o autor admite AGRADAR como VTD:

“Este espetáculo agradou o público”.

Por isso, na hora da prova, galera, analisem todas as opções e fiquem com a “melhor resposta”.?

2º Caso: ASSISTIR

Esse verbo cai muito em prova????

Como dissemos, a REGÊNCIA VERBAL é assunto recorrente em provas de concursos e merece bastante atenção na hora de escrever uma redação.

Tome nota ?

Nesse contexto, existem alguns verbos que merecem atenção especial, por serem empregados no dia a dia com uma regência inadequada aos padrões formais da GRAMÁTICA NORMATIVA.

⚠️É o caso, por exemplo, do verbo ASSISTIR.⚠️

Vamos entender a sua regência:

O verbo assistir possui TRÊS SIGNIFICADOS DISTINTOS, que provocam três REGÊNCIAS DISTINTAS também. Vejamos:

☑ ASSISTIR com o sentido de MORAR é um VI (Verbo Intransitivo), geralmente acompanhado de COMPLEMENTO CIRCUNSTANCIAL, isto é, de ADJUNTO ADVERBIAL DE LUGAR iniciado pela preposição EM.

Ex.: Os deputados federais e os senadores assistem em Brasília.✅

☑ ASSISTIR com o sentido de AJUDAR, PRESTAR ASSISTÊNCIA, é um VTD (Verbo Transitivo Direto), isto é, liga-se ao seu complemento SEM PREPOSIÇÃO OBRIGATÓRIA.

Ex.: Os profissionais da saúde assistem todos os pacientes com muita dedicação.✅

☑ ASSISTIR com o sentido de VER, PRESENCIAR, é um VTI (Verbo Transitivo Indireto), isto é, liga-se do complemento COM PREPOSIÇÃO OBRIGATÓRIA (preposição A, nesse caso).

Ex.: Em quarentena, em casa, muitos assistem às séries de TV em plataformas, como a NETFLIX.✅

Portanto, galera, fiquem atentos ao sentido em que os verbos são empregados. De modo geral, é essa ALTERAÇÃO DE SENTIDO que provoca a MUDANÇA DE REGÊNCIA.?

3º Caso: OBEDECER

Obedecer à / a regra?? E aí… qual a forma adequada à norma culta??

Esse verbo pega muita gente em prova. Ele tem influências muito fortes da linguagem coloquial.

Por exemplo, no dia a dia, as pessoas o empregam como VTD, o que não corresponde à NORMA GRAMATICAL PADRÃO.

Para efeito de prova e de redação em concursos, tanto OBEDECER, quanto DESOBEDECER, devem ser tratados como VTI, regidos pela preposição A.

QUEM OBEDECE/DESOBEDECE, obedece/desobedece A ALGUÉM ou A ALGUMA COISA.

❌”Obedeçam o Código de Trânsito”. (ERRADO)

✅”Obedeçam ao Código de Trânsito”. (CORRETO)

4º Caso: PROCEDER

Você sabe como PROCEDER com o verbo PROCEDER? ?

Segundo Fernando Pestana, na obra “As Dúvidas de Português mais Comuns em Concursos, os sentidos e as transitividades desse verbo são as seguintes:

☑ PRECEDER = TER FUNDAMENTO, TER CABIMENTO; PORTAR-SE, COMPORTAR-SE; ORIGINAR-SE + DE

✔Transitividade: VI

Ex.: Estudar dessa maneira procede? Sim, procede.

Ex.: Seus argumentos são não procedem agora.

Ex.: Meu professor procede com inteligência em sala de aula.

Ex.: Os brinquedos da Uruguaiana procedem da China ou de Taiwan.

?1 OBSERVAÇÃO: Segundo Pestana, as expressões “com elegância” e “da China ou de ou Taiwan” são adjuntos adverbiais de modo e lugar, respectivamente; isso é praxe quando o verbo “proceder” tem essas acepções! No entanto, o dicionário de regência de Celso Pedro Luft diz que o verbo é transitivo indireto em “proceder de”.

☑ PROCEDER = SUCEDER, REALIZAR, EXECUTAR, INICIAR

✔Transitividade: VTI + a

Ex.: O juiz deseja proceder ao julgamento.

Ex.: Procedeu-se a apuração dos votos para saber qual foi a escola de samba campeão.

?2 OBSERVAÇÃO: O pronome o público átono lhe nunca é usado como complemento deste verbo logo usamos o pronome oblíquo tônico o juiz deseja proceder a ele ao julgamento

☑ PROCEDER = INSTAURAR PROCESSO

✔Transitividade: VTI + contra

Ex.: O governo procederá contra os corruptos.

Ex.: Poseidon procedeu contra Ulisses.

5º Caso: RESPONDER

“Respondi À mensagem” ou “Respondi A mensagem”? Qual a correta??

Você vai aprender agora a regência de um dos verbos que mais caem em provas de concursos: RESPONDER.

☑ CASO 1 = VTD (Sentido de falar, declarar)

Ex.1: A filha nunca responde se vai visitar a mãe.

Ex.2: Ao ser questionado, o réu respondeu impropérios.

☑ CASO 2 = VTI, com preposição A (Dar uma resposta a uma pergunta ou responder de maneira ríspida)

Ex.1: Calma, ele vai responder aos e-mails.

Ex.2: Mostrou-se indelicado ao responde ao professor.

☑ CASO 3 = VTDI (Dar uma resposta a alguém)

Ex.1: Respondi-lhe todos os questionamentos.

Ex.2: Isabel respondeu sim ao pedido de casamento de Luiz.

?Observação: Este verbo também admite voz passiva analítica, desde que o sujeito seja aquilo, e não aquele a que se responde.

Ex.: Todas as perguntas foram respondidas satisfatoriamente.

Agora que você ficou por dentro desses casos de regência, que tal se aprofundar no assunto? Inscreva-se no meu perfil no Instagram e no meu canal no You Tube e não perca nenhuma dica, nenhuma aula.

Instagram

You Tube – Dicas de Português e Redação para Concursos

Um forte abraço!

Prof. Adeildo Júnior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *